Brasileiros vacinados podem entrar na Suíça sem quarentena

0 Comentários

99 Visualizações

Minutos de leitura

Devido à presença das variantes do coronavírus no Brasil, aqueles que ainda não foram imunizados continuam sendo barrados pelo país europeu

Zurique: tão longe e, ao mesmo tempo, agora tão perto (Sonyuser/Pixabay)

O órgão de turismo da Suíça anunciou que a entrada de brasileiros será liberada a partir deste sábado, 26. Poderão ingressar no país europeu, sem realizar testes RT-PCR ou cumprir quarentena, todos os passageiros que já foram vacinados contra a Covid-19 nos últimos 12 meses. Para isso, basta apresentar, juntamente com o passaporte, o comprovante de vacinação do SUS com o nome do passageiro, a data de nascimento, o nome da vacina, a data da vacina e o endereço do local em que ela foi aplicada. As vacinas aceitas atualmente são aquelas aprovadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS): Pfizer-BioNTech, Oxford/AstraZeneca, Janssen (Johnson & Johnson), Moderna, Sinopharm, Serum Institute of India e SinoVac.

Porém, ainda não está claro se os brasileiros que receberam a CoronaVac (desenvolvida pela SinoVac em parceria com o Butantan) terão o acesso liberado, já que no documento consta que a produtora do imunizante é o Butantan, e não a SinoVac. O mesmo vale para quem tiver recebido uma dose da AstraZeneca, fabricada pela Fiocruz. Procurado pela Viagem e Turismo, o escritório de turismo da Suíça no Brasil afirmou que está trabalhando para esclarecer essa questão. “Acreditamos que não haverá problemas com os certificados onde somente são mencionadas as nomenclaturas brasileiras das vacinas AstraZeneca e SinoVac, já que a primeira verificação será feita no check-in da Swiss em Guarulhos. Estamos nos certificando junto às autoridades de fronteira e informaremos em breve”, disse a assessoria.

Devido à presença das variantes do coronavírus no Brasil, aqueles que ainda não foram vacinados contra a Covid-19 continuam impedidos de entrar na Suíça. As exceções são os passageiros de até 16 anos que estejam viajando acompanhado de um adulto responsável vacinado e os que têm entre 16 e 18 mediante apresentação de RT-PCR negativo. Vale destacar ainda que, caso o viajante tenha a intenção de seguir a partir da Suíça para outros países, serão válidas as regras da nação de destino. Para retornar ao Brasil, é necessário sempre apresentar o teste RT-PCR negativo.

Atualmente, a Swiss Airlines opera seis voos semanais de São Paulo a Zurique, sendo que em agosto a frequência passará a ser diária. Em 31 de maio, a Suíça permitiu a reabertura de bares e restaurantes sem limite de ocupação e retirou a obrigatoriedade do uso de máscara.


FONTE: Viagem e Turismo

Compartilhe